Você está em: > Notícias

» Todas notícias

11/15/2011 Tutora se lança no mar na tentativa de salvar cadela de afogamento

Primeiro a alegria de ter adotado uma cachorrinha de um canil, depois uma passada pela praia de San Michele e, por fim, o medo e um mergulho no mar. Mara Righetti quase se afoga, em Savona, norte da Itália, ao tentar encontrar Dolores, uma vira-lata recém-retirada do canil. Mara nadou por quase 200 metros, mas esgotada, precisou ser socorrida por um surfista. Uma história dramática que aconteceu em poucas horas. De manhã, Mara foi ao canil da regional da ENPA de Finale Ligure para adotar um animal. Dolores, a cachorrinha, foi a escolhida. Ela foi posta no carro e seguiu em direção a Savona com a nova tutora. Mas Mara parou em San Michele para cumprimentar o namorado e mostrar a cachorra. Quando abriu a porta do carro, em um segundo, Dolores saiu e correu em direção à praia. Mara foi atrás dela. Dolores atravessou a praia e foi diretamente para o mar. A esperança era que ela parasse à beira mar ou que, tendo vontade de brincar, corresse um pouco na areia. A cachorrinha, porém, se lançou ao mar sem hesitar, como se estivesse sendo atraída por uma força invisível. A tutora observava Dolores nadar mar adentro até que resolveu instintivamente se jogar também. Uma braçada após a outra, Mara tentou alcançar a cachorra, mas não conseguiu chegar perto. Em poucos minutos, a tutora se distanciou 200 metros da costa mas, esgotada, começou a engolir água e a se afogar. Um surfista que estava por ali viu o que aconteceu e conseguiu salvar Mara, que foi levada a um pronto-socorro. Não foi encontrada nenhuma pista de Dolores, mesmo com as buscas feitas pela Guarda Costeira. O que se supõe é que a cachorrinha tenha alcançado a costa sozinha, esperança que Mara e outros amantes de animais nutrem.

» Voltar

Comentários